eu queria me desculpar e agradecer

nos meus últimos anos de vida, talvez dos 15 anos pra cá (escrevo isto com 20), sei que tenho sido complicado. Se eu acho complicado me compreender e saber lidar comigo, meus pensamentos e sentimentos, imagino que seja mais difícil pra quem não sou eu mas também está comigo. Magoei, enraiveci, fiz chorar. Perdi o controle de mim, do que eu queria de mim e do que eu queria dar pra quem não eu. também chorei, me enraiveci e me senti magoado. muitas vezes por culpa minha. algumas não só por minha culpa. mas a intenção nunca foi trazer sofrimento. sempre faço o que considero ser o melhor, mas nem sempre estou lúcido o suficiente pra realmente saber o que é melhor. a vida também é feita de erros. de coração, me desculpo. Erro existe pra gente aprender. é bom acertar de primeira, claro, mas assim nem sempre aprendemos. me desculpo pelo sofrimento que trouxe, mas não me arrependo. sofrer ensina.

agradeço também aos que me fizeram sofrer, por me ensinarem. aos que estiveram comigo e conseguiram me ensinar sem me fazer sofrer. aos que me confiaram o coração mesmo quando eu tinha uma faca em mãos. agradeço principalmente aos que estenderam a mão quando eu quis me entregar.

eu renasço a cada passo.

Anúncios

só mais do mesmo, mas se eu não falar vou explodir

me arrependo de ter sido o que fui naquela conversa. eu me perdi e achei que sabia onde eu tava. agi de forma contrária a minha visão de mundo e fiz o que mais odeio. você disse que me perdoa, mas eu ainda não consegui me perdoar. mesmo quando achei diferente, você estava sendo incrível. e eu julguei por medo e irracionalidade. discuti por egoísmo. depois desse silêncio eu percebo o estrago que fiz em nós. você vai ficar bem, eu também. nós não sei. em algum momento talvez. não precisamos apressar.

ps. você ainda é o meu amor e o bg do meu celular

não aguento mais fingir que eu consigo

me traz o trago e o troco que eu trouxe mais cedo pra gente comprar a caninha

e vê se acha o ritmo que perdemos quando parei pra colocar a camisinha.

é que me perdi no caminho que me afastaria de você e acabei voltando

mas não foi por saudade ou amor, eu não tava nem tentando.

eu queria mesmo era sumir do mapa, ir pra floripa.

viver em algum lugar onde ninguém conheça minha ferida.

porque aqui onde vivo tu já ficou conhecida.

uns te chamam de puta, “mais uma”,

mas o triste é que tu ainda é minha preferida.

vivo me perguntando se vale a pena te manter viva

porque a dor que esse texto alivia

tua morte, em dobro, me traria.

mas seria só ilusão

porque

a dor de te perder de vez e nunca mais poder

te ouvir

te ver

te fazer sorrir e te abraçar

seria pior do que a falsa crença de que ainda posso fazer isso.

 

Sem mais medo, de novo

Você me destruiu sem nem olhar pra trás

Sem nem olhar pra mim você me destruiu

Por não olhar pra mim você me destruiu

Você me destruiu com a sua boca no meu pescoço, me abraçando forte e gemendo baixo

E eu fiquei perdido quando o abraço acabou, você vestiu a roupa e entrou no ônibus.

Sem nem abrir a boca o seu beijo me afogou

E eu ressuscitei, aprendi a nadar

Mas não aprendi nada

Porque se tua boca pedir eu me afogou de novo

Chega um momento que a dor faz rir de tanto que já fez chorar

Eu tento me distrair
Pra não pensar em você
Manter a mente ocupada
Há tanta coisa pra fazer
Mas penso em você enquanto me distraio
E me distraio pensando em você
Lembrando do teu jeito de andar
E de como esconde o sorriso quando quer ser irônica
Tento esquecer os ciúmes que sinto
Porque não quero te ter por desejo meu
Lembro sempre do teu abraço indescritivelmente aconchegante e confortável
Tento sempre esquecer do teu abraco porque depois dele os outros não tem tanta graça
Eu tento esquecer tua boca, tua pele, tua bunda
Mas só tento
Eu não quero esquecer
Eu quero você e sei que não posso ter
Faz parte da vida eu entendo e vou superar
Mas até superar eu preciso fingir que tento te esquecer
Eu te amo e vou sempre te amar
E quando eu superar vai ser porque aprendi a lidar com tua ausência não porque te esqueci

Tô escrevendo isso rindo porque a saudade já cansou de querer me secar
Não espero que volte pra mim, talvez eu nem queira
Mas eu te amo eu não vou deixar de amar (é serio, não é balela de gente apaixonada não. Parece muito, né?

Eu sei que encho a internet com textos dizendo que te amo, mas não posso ficar dizendo isso o tempo todo pra você e se eu não falar nunca eu vou explodir. Grato pela compreensão
Att. Admirador Secreto